Tags

, , , , ,

O mundo de Harry Potter para marmanjos (Foto: Priscila Dal Poggetto)

O mundo de Harry Potter para marmanjos (Foto: Priscila Dal Poggetto)

Atravessar a ponte que liga o Jurassic Park ao Beco Diagonal acelera o coração de qualquer marmanjo apaixonado pelo fantasioso mundo de Harry Potter (e já não acha mais dinossauros tão legais). O parque temático Universal’s Islands of Adventure é um dos tantos cantos de Orlando que fazem a gente esquecer da data datilografada (sou desta época) na certidão de nascimento. Baseado nos desenhos dos cenários da série infanto-juvenil-adulto-terceiraidade, o sentimento de estar dentro do filme é tão grande que você só percebe que comprou uma varinha de plástico (a minha é a da Hermione), quando se vê fazendo os mesmos movimentos da criancinha de 5 anos ao seu lado. Tudo bem, ela usava capa (não tive toda esta coragem diante do meu 1,71 m).

Como não amar o mundo de Harry Potter? (Foto: Priscila Dal Poggetto)

Como não amar o mundo de Harry Potter? (Foto: Priscila Dal Poggetto)

Também superei a tentação de comprar um Chapéu Seletor. Quando o encontrei, morri de rir sozinha ao lembrar da dica de uma amiga: “compra e coloca na cabeça dos bofes, mulher tem dedo podre”. Pior do que tal comentário, só a cidadã de uns 40 anos que se empolgou com o fantoche da Edwiges — aquela coruja que entrega cartas na história — e passou o resto do dia com a pelúcia enfiada no braço, com direito a pios e chamegos no ombro. Juro, várias vezes passei pela mulher no parque e ela continuava encarnada na alma da coruja (oh Lord).

Cerveja amanteigada: um refrigerante de caramelo (Foto: Priscila Dal Poggetto)

Cerveja amanteigada: um refrigerante de caramelo (Foto: Priscila Dal Poggetto)

Passado o surto das lojinhas de souvenir, a dedicação foi total à Hogwarts. Entre simulador e montanha-russa, um achado no meio do parque para matar a sede: um refrescante e delicioso suco de abóbora. Achei que era alucinógeno quando vi o naipe da velhinha doida que vendia o barato no meio do parque. Mas era bebida para criança mesmo. Depois, obviamente, entrei no “Três Vassouras” para tomar a tal da cerveja amanteigada. Para quem gosta de muito doce, vai adorar o tal do refrigerante de caramelo que deixa bigode branco e cremoso no beiço.

Mas o melhor mesmo é pedir o carro-chefe do restaurante, que serve quatro pessoas. É uma orgia de frango, costela de porco, vegetais, inesquecíveis batatas assadas com casquinha e o melhor milho cozido de todos os tempos — o milho americano é mais adocicado do que o brasileiro. Tudo regado por um molho muito bom, mas não identifiquei do que. Outra cerveja amanteigada nesta hora cai muito bem para harmonizar a refeição que deveria vir com uma guia para o eletrocardiograma de brinde.

A mega refeição no Três Vassouras (Foto: Priscila Dal Poggetto)

A mega refeição no Três Vassouras (Foto: Priscila Dal Poggetto)

A sobremesa ficou por conta da lojinha ao lado, que oferece todos os doces criativos das histórias de Potter. Descobrir os truques e sabores deles é tão divertido quanto o parque em si. Aqui, recomendo os caramelos (um dos poucos doces que americano ainda sabe fazer), os delicados com sabores sortidos entre bons e nem tão bons (o de cera de ouvido, por exemplo, tem gosto de feijoada), os chocolates recheados com bolinhas que estouram na boca (aquelas da época do pirulito Dipnlik) e chocolate em formato de sapo.

Suco refrescante de abóbora (Foto: Priscila Dal Poggetto)

Suco refrescante de abóbora (Foto: Priscila Dal Poggetto)

Depois disso, ainda tem um parque inteiro para aproveitar, o que dá mais uma onda de muita fome ao fina da tarde. Neste dia, saímos do Universal’s Islands of Adventure e fomos direto para o Hard Rock Cafe, que fica no mesmo complexo. Sentamos, escolhemos os pratos e, quando molhamos o bico com o primeiro gole de cerveja, advinha quem senta na mesa ao lado? A mulher com a coruja na mão. Ela continuava brincando de fantoche, fazendo o bicho piar para o marido. Toda vez que lembro da cara de trouxa do maridão para o fantoche, arrependo-me até hoje de não ter comprado uma. Sério, deve ser a mais legal de todos os tempos. Ou é isso ou é muito suco de abóbora que aquela mulher tomou. Quer saber, acho que a tiazinha do suco esconde no fundo do carrinho garrafinhas “especiais”. E eu aqui, na inoscência de uma simples cerveja ao som de Rolling Stones.

***

Diferentemente da maioria dos parques de diversão nos Estados Unidos, o restaurante da ala Harry Potter é muito boa, vale a pena sentar e recarregar as energias ou mesmo mergulhar na docilidade infantil e se divertir na loja de guloseimas. Infelizmente, não sei fazer “cerveja amanteigada” (e eu não faço a menor questão de me informar sobre quanta coisa artificial vai naquele negócio). Então, passo aqui a receita de caramelo para comer de colher salpicado com flor de sal. Mágico, não? Para ver a receita clique aqui ou veja o post anterior.