Tags

, , , , , ,

Ovo perfeito no Xavier 260

xavier

Os olhos azuis turquesa do chefe catalão Xavier Gamez hipnotizaram a clientela em um ensolarado almoço na fria Porto Alegre. Eles brilhavam ao explicar como são feitos os tais ovos perfeitos: “perfeitos porque são cozidos a exatos 63°C por 100 minutos, fazendo com que gema e clara fiquem com uma textura inacreditável”, dizia franzindo a testa, concentrado. Àquela altura, eu já estava hipnotizada. Um pouco pelo olhos, um pouco pela paixão gastronômica.

Poucos deram importância à cozinha inovadora catalã. Como não pude visitar o El Bulli, de Ferran Adriá, na Espanha, fiquei contente com a Costa Brava de sotaque gaúcho, que este espanhol decidiu fincar no Brasil sob o nome Xavier 260. Obviamente, escolheu o solo brasileiro porque se apaixonou por uma local – arrisco a dizer que isto já é um clichê entre as histórias de viagem que coleciono e publico aqui.

Voltamos ao “ovo perfeito”. Mais do que um ovo, aquele prato trazia anos de estudos na arte gastronômica de um engenheiro químico espanhol. Sim, Xavier trocou uma carreira industrial por sorrisos espontâneos. O ovo é gentilmente aberto sobre uma cama de couve frita e recebe lascas de funghi porcini. “Colhidos aqui mesmo no Rio Grande do Sul, porque a minha cozinha valoriza os produtos locais”, explicitou orgulhosamente o espanhol que encontrou um oásis de cogumelos junto à comunidade italiana imigrante.

Aspargos ao molho romesco

E, seguindo à risca o conselho de dar uma colherada profunda para pegar todas as camadas no prato, coloquei na boca aquela explosão de sabores. Uma observação bem pertinente sobre a forma de se servir este prato: o capricho é tão grande, que o prato é inspirado no estilo do arquiteto catalão Antoni Gaudí i Cornet. Pode-se dizer que tudo no Xavier 260 é uma obra de arte. Poética, como os olhos de Xavier Gamez.

Xavier Gamez (Foto: Divulgação)Posso dizer que nunca comi nada igual. Parece uma saborosa gelatina quente. A entrada perfeita para introduzir a harmônica refeição seguida de aspargos grelhados ao molho romesco (típico catalão), cordeiro cozido a vácuo e, de sobremesa, brownie de café sobre espuma de chocolate branco.

Tudo lindamente prazeroso para quem está preparado para um ovo diferente. Porque, no fim, é um ovo. E não tem coisa mais triste do que ouvir da mesa ao lado um revoltante “catastrófico… Vim aqui pra comer ovo?”. É… Sem dúvida, o perfeito é para poucos.

Xavier 260:
Rua Auxiliadora, 260.
Porto Alegre – RS
Somente reserva:  (51) 3273-0551 ou http://xavier260.com/

 ***

Ovos perfeitos não são minha especialidade, mas tenho uma paixão tão grande por ovos poché acompanhando pão tostado e aspargos que criei uma receita combinando funghi porcini e molho romesco, em homenagem ao Xavier 260. A receita está no post anterior.

Xavier 260 fica em Porto Alegre