Tags

, , , ,

 

Ingredientes
– 500 g de farinha integral
– 500 g de farinha branca (ou de semolina)
– 1 envelope de 10 g de fermento biológico
– 1 colher (sobremesa) de sal
– 1 colher (sopa) de açúcar
– 1 xícara (chá, mas não cheia) de óleo de girassol

Preparo
Em uma vasilha, coloque o fermento (se for o fresco, amasse) e misture a água morna e o açúcar. Misture até formar uma pasta. Tampe com um pano de prato  e deixe levedar. Em uma tigela grande coloque a farinha, o sal e despeje a mistura do fermento com a água e açúcar e o óleo (vá alternando por colheradas com um pouco da levedura). Sove bem a massa até que fique lisa e bem leve – se for necessário, coloque mais farinha ou água morna para dar o ponto ideal.

Quando a massa estiver bem sovada, faça uma bola e coloque de volta na tigela grande. Cubra novamente com o pano de prato (desta vez, umedecido com água quente) e deixe a massa crescer por cerca de 1 hora, até que dobre de volume.

Nesse ponto, forme o pão como quiser (pode colocar em uma forma untada, se preferir) e leve ao forno previamente aquecido a 180°C (forno médio) por mais ou menos 45 minutos. Depois de assado retire do forno e espere esfriar um  pouco para cortar.

***

Entre tantos mundos, quatro vezes por dia todos reuniam-se em volta de uma mesa para compartilhar algo muito comum em livros sagrados: o pão. As refeições lacto vegetarianas (com ingredientes totalmente orgânicos) deste ashram está entre as melhores que já comi na vida. Como diz Regina, “é porque tem muito amor”. Tudo, aliás, é energizado por mantras. Mas aqueles pães caseiros, preparados todo santo dia… Inesquecíveis! Saíam quentinhos do forno e iam direto à mesa, lambuzados de manteiga ghee ou alguma pasta especial (ricota, babaganuche, azeitonas etc.).  Nunca mais vou me esquecer… Bom, lá no retiro me falaram mais ou menos como se faz o pão. A Malati me passou a receita do pão vegano caseiro e eu coloquei umas dicas da minha avó de como ela sova a massa e deixa crescer. Passo aqui para vocês, neste post: Pão vegano do Krishna Shaktí Ashram.

Leia a história completa em: Era Carnaval e eu descalça em um ashram